Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

O início de um sonho/deu tudo certo: EPE oferece ensino de qualidade e corpo docente renomado

Publicado: Sexta, 19 de Maio de 2023, 00h01 | Última atualização em Quinta, 27 de Julho de 2023, 18h40 | Acessos: 5004

Confira os principais prêmios e reconhecimentos que a Escola Paulista de Enfermagem recebeu nos últimos meses

Clique acima para ouvir o conteúdo abaixo.

Ter o nome da Escola Paulista de Enfermagem da Universidade Federal de São Paulo (EPE/Unifesp) no diploma atesta muito mais que você fez ensino superior. Significa que você tem graduação com nota máxima (5) no Guia da Faculdade ou com conceito 6 na pós-graduação na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). 

No final de 2022, a EPE comemorou novas conquistas que, diretamente, influenciam ainda mais no peso do certificado dos formados, que em sua passagem pela Universidade ajudaram a construir a reputação dos cursos e, consequentemente, da Instituição.

Confira os principais prêmios e reconhecimentos que a EPE/Unifesp recebeu nos últimos meses:

 

  • Nota máxima no Guia da Faculdade 2022


imagem sem descrição.

O curso de Enfermagem da EPE, juntamente a demais cursos da Unifesp, alcançaram nota máxima (5) - no ranking do Guia da Faculdade 2022.

Indubitavelmente, o alcance deste reconhecimento se deve ao compromisso, destreza e excelência acadêmica de todos os colaboradores da EPE que se dedicam forte e, diariamente, a prover um ensino de qualidade, fundamentando na ética, profissionalismo e competência.

 

  • Programa de Pós-graduação em Enfermagem na avaliação da Capes

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou os resultados da avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu em funcionamento no Sistema Nacional de Pós-graduação (SNPG) e o Programa de Pós-graduação em Enfermagem da EPE foi reclassificado com Nota 6, que indica, além da excelência e consolidação, um padrão internacional de qualidade na Quadrienal da Capes (2017-2020).

 

  • 1º e 2º lugar no Prêmio de Enfermagem - Rainha Silvia da Suécia de 2022

 premio rainha

 

A enfermeira Jussara Otaviano, que fez especialização em Educação em Saúde pelo Centro de Desenvolvimento do Ensino Superior em Saúde (Cedess) - órgão complementar de natureza científica da Unifesp e vinculado academicamente à Escola Paulista de Enfermagem, e Meiry Fernanda Pinto Okuno, professora adjunta do Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva da EPE/Unifesp, ocuparam os dois primeiros lugares no ranking das seis finalistas da segunda edição do Prêmio de Enfermagem Rainha Silvia da Suécia, no Brasil. A egressa ganhou uma bolsa em euros e recebeu o diploma de vencedora das mãos da monarca sueca. 

A partir de agora, a grande vencedora e as cinco finalistas são embaixadoras da rainha, e elas têm o papel de falar sobre a importância do prêmio, de compartilhar seu trabalho, de abrir novas portas e ajudar a manter viva essa tradição que já acontece em mais de seis países desde 2012.

 

  • Concurso de Desenvolvimento de produtos tecnológicos digitais em enfermagem, Pitch Tech-Enf 2023 - Coren/SP

O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) publicou chamamento público para submissão dos trabalhos que deveriam ser realizados por profissionais de Enfermagem do Estado de São Paulo para a utilização de construção de soluções para melhoria na assistência, no gerenciamento, no ensino ou na pesquisa, em duas categorias. E a Escola Paulista de Enfermagem foi agraciada com três trabalhos laureados durante o encerramento das atividades do I Simpósio de Saúde Digital do Coren/SP, que aconteceu em 27 de abril de 2023:

    • Prototipação: que se refere a produtos tecnológicos digitais em processo de desenvolvimento, utilizado para simulações e testes antes do lançamento ou aplicação;

? 1º lugar - "Protótipo de podcasts direcionados para orientação de alta para pacientes submetidos à cirurgia cardíaca”.

Autores: Fabíola Letícia Damascena Amador (egressa), Gabriele Cardoso Gonçalves Alves (mestranda), Vagner Rogério (docente do Departamento de Oftalmologia e Ciências Visuais da Escola Paulista de Medicina - EPM/Unifesp), Rita Simone Lopes Moreira (orientadora e docente do Departamento de Enfermagem Clínica e Cirúrgica da EPE)

? 2º lugar - "Desenvolvimento e validação do protótipo de um aplicativo móvel para o autocuidado de pacientes em pós-operatório de cirurgia cardíaca”.

Autores: Gabriele Cardoso Gonçalves Alves (mestranda), Fabíola Letícia Damascena Amador (egressa), Vagner Rogério (docente do Departamento de Oftalmologia e Ciências Visuais da EPM/Unifesp), Rita Simone Lopes Moreira (orientadora e docente do Departamento de Enfermagem Clínica e Cirúrgica da EPE)

 

premio coren epe

 Da esq. à dir.: Gabriele Alves, Fabíola Amador e Rita Moreira. Foto: Reprodução/EPE/Unifesp

 

    • Aplicação: que se refere aos produtos tecnológicos digitais implementados na prática profissional em Enfermagem.

? 3º lugar: "O paciente expert em autogestão da restrição hídrica e controle da sede: vídeos educativos para indivíduos com insuficiência cardíaca".

Desenvolvido pela aluna do 4º ano da EPE, Sophia Costa Rossetto, orientado por Camila Takáo Lopes (docente do Departamento de Enfermagem Clínica e Cirúrgica da EPE) e co-orientado pela doutoranda Daniele Cristina Bosco Aprile. O estudo teve como colaboradores, Daiane Lopes Grisante (egressa), Milena Gomes Vancini (mestranda) e a professora Juliana de Lima Lopes (docente da Disciplina de Enfermagem Fundamental da EPE)

 

premiação e certificados

Da esq, à dir.: Entrega do prêmio à Daniele Aprile (certificado) e Sophia Rossetto (flores); certificados de menção honrosa - Camila Takáo e Sophia Rosetto. Fotos: Reprodução/EPE/Unifesp

 

 

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 
Categoria:

Vírus do passado: descoberta em ossos neandertais pode reescrever a história das pandemias

Estudo liderado pelo Centro de Bioinformática Médica da Unifesp revela vírus ancestrais em restos de...

Departamento de Psicobiologia testa efeito de medicamento na diminuição do desejo por bebidas alcoólicas

Homens entre 18 e 50 anos que residem na cidade de São Paulo podem participar como voluntários

Exame de sangue pode ajudar a prever o risco de apneia obstrutiva do sono

Estudo conduzido por pesquisadores do Instituto do Sono e da Unifesp revela que as concentrações...

Fim do conteúdo da página