Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Pesquisa sobre os reflexos da quarentena e isolamento social e uso de drogas

Publicado: Sexta, 24 de Abril de 2020, 17h10 | Acessos: 25339

Estudo analisará o impacto psicológico da quarentena e do isolamento social devido à Covid-19 e o possível uso de substâncias psicoativas

pesquisa2

O Departamento de Psicobiologia da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp) - Campus São Paulo está desenvolvendo uma pesquisa para investigar o impacto psicológico da quarentena e do isolamento social devido à Covid-19 nos possíveis usuários de substâncias psicoativas. O estudo tem a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) e da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), e é coordenado pelos pesquisadores José Carlos Fernandes Galduróz e Ana Carolina Adinolfi Xavier.

Por meio da aplicação de um formulário on-line (acesse aqui), os pesquisadores procuram compreender como a população brasileira está se comportando em relação à ansiedade, depressão e uso de substâncias psicoativas.

Para participar, basta ter mais de 18 anos. Não é necessário ser usuário de algum tipo de substância psicoativa para responder. O tempo para enviar as respostas é de aproximadamente 10 minutos.

Mais informações podem ser obtidas pelo email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
Categoria:

EPM realiza sessão solene de outorga de Títulos Honoríficos

Trata-se da mais alta honraria concedida a professores aposentados e representantes da Sociedade...

Discente da EPE/Unifesp desenvolve materiais instrucionais para pacientes sobre a realização de exames cardiológicos

Manuais foram elaborados com auxílio de enfermeira e corpo médico do Hospital São Paulo

Bolsista do Observatório EPM é selecionado pela Fundação Estudar

Gabriel Ronatty Tavares Santos participará do Programa Líderes Estudar 2022

Fim do conteúdo da página