Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Nota Técnica HU/HSP nº45: atualização das medidas de prevenção para Covid-19

Publicado: Quarta, 28 de Fevereiro de 2024, 10h44 | Acessos: 1117

Nota orienta sobre reforço das medidas de proteção frente ao aumento de casos em alguns estados

São Paulo, 27 de fevereiro de 2024

Atualmente, o Brasil está passando por uma nova onda de Covid-19, principalmente nas regiões Sudeste e Nordeste do país. Há dois dias, a Secretaria de Saúde do Estado publicou relatório mostrando que a taxa de testes positivos em laboratórios particulares hoje é de 30%, o triplo do registrado em janeiro (10%). Em São Paulo, o número de infecções subiu de 892 na primeira semana do ano para 3.196 na semana entre 11 e 17 de fevereiro, um aumento de 258%. Na maior metrópole do Brasil, 25 pessoas morreram de covid-19 neste ano, sendo 10 só na semana epidemiológica de 4 a 10 de fevereiro, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde.

No Hospital São Paulo – HU Unifesp, tivemos a ocorrência de casos entre pacientes e funcionários. Também, depois de algumas semanas sem notificação, houve casos de Covid-19 entre docentes e alunos do Campus São Paulo. Esta situação preocupa, particularmente pois nesta semana receberemos médicos residentes de todo o país. De forma geral, os casos estão com sintomas leves a moderados.

A Covid-19 pode ser grave, principalmente em idosos e imunodeprimidos. O Ministério da Saúde, recentemente, publicou a Nota Técnica Nº 83/2023-CGVDI/DPNI/SVSA/MS alertando para surtos de Covid 19 no estado do Ceará causado pela variante da Ômicron BA.2.86. No mês de janeiro de 2024, apesar do aumento de casos em algumas cidades brasileiras, não se refletiu em aumento da mortalidade.

A boa notícia é que já estão disponíveis medicações específicas contra a Covid-19, disponibilizada pelo Sistema Único da Saúde. Está indicado o tratamento de casos não graves de Covid-19 em pessoas com 65 anos ou mais e imunossuprimidos acima de 18 anos com antiviral Nirmatrelvir/ritonavir (NMV/r). Este medicamento antiviral está disponível na rede pública de saúde e deve ser utilizado nos cinco primeiros dias de sintomas com o objetivo de reduzir o risco de agravamento, complicação e morte. Somente deve ser usado após avaliação médica, devido à possibilidade de interações com outras medicações e possíveis e contraindicações à sua utilização.

Reforçamos as seguintes medidas de prevenção

a) Manter atualizado a vacinação para Covid-19

Conforme orientação do Ministério da Saúde (1) , está recomendada uma dose de reforço da vacina Covid-19 (bivalente) para pessoas com 60 anos ou mais, imunocomprometidos acima de 12 anos de idade e trabalhadores da saúde entre outras indicações de populações vulneráveis que tenham recebido a última dose da vacina há mais de 6 meses.

O Ministério da Saúde recomenda um esquema básico de vacinação para a Covid-19 de acordo com a idade:

  • 12 a 39 anos de idade: Para as pessoas de 12 a 39 anos de idade não incluídas no grupo prioritário recomendado para receber as vacinas bivalentes e que não iniciaram a vacinação ou que estão com esquema vacinal incompleto, deverá ser realizado o esquema primário utilizando duas doses das vacinas Covid-19 (monovalente) e o reforço com intervalo mínimo de 4 meses entre as doses.
  • 40 a 59 anos de idade: Para adultos de 40 a 59 anos de idade não incluídos no grupo prioritário recomendado para receber as vacinas bivalentes, o esquema vacinal é composto por duas doses (1ª Dose + 2ª Dose) e duas doses de reforço (1º Reforço + 2º Reforço).

Esquemas de vacinação para crianças e populações vulneráveis podem ser encontrados na referência do Ministério da Saúde (1) .

b) Recomendamos que idosos, portadores de doenças crônicas como diabetes, cardiopatias e doença pulmonar, dentre outras, imunodeprimidos e/ou em uso de medicações imunossupressoras mantenham o uso de máscara para suas atividades, especialmente em locais fechados com pouca ventilação.

c) Nos serviços de saúde, o uso da máscara continua obrigatória em locais com contato direto com pacientescomo nos ambulatórios, nas enfermarias e nas unidades de terapia intensiva do Hospital São Paulo – HU Unifesp e demais ambientes assistenciais com fluxo de pacientes. Em áreas administrativas, anfiteatros e salas de aula o uso da máscara é facultativo.

d) O uso da máscara tem grande importância em indivíduos sintomáticos respiratórios, com síndromes gripais, pois bloqueia a excreção de gotículas durante a fala, espirros e tosse. Se você está sintomático, mesmo com sintomas leves de gripe, mantenha o seu uso até a resolução dos sintomas e procure o médico.

e) A lavagem frequente das mãos com água e sabão ou higienização com álcool gel continuam fundamentais para evitar a contaminação contra agentes infecciosos, incluindo as viroses.

Na medida que o SARS-CoV-2 alterou sua estrutura em decorrência de mutações sucessivas, a cepa ancestral foi substituída por uma série de variantes com maior potencial de transmissão, porém, essas alterações não determinaram maior gravidade da doença. Para limitar a disseminação e os efeitos graves da infecção, foram recomendadas doses de reforço das vacinas.

É fundamental que todas as pessoas com idade acima de 18 anos e, particularmente, toda a comunidade do Campus São Paulo e de toda a Unifesp atualizem a vacinação para Covid-19.

 

Referência

1. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente. Departamento de Imunização e Doenças Imunopreveníveis. Estratégia de vacinação contra a covid-19 – 2024 [recurso eletrônico] / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente, Departamento de Imunização e Doenças Imunopreveníveis. – 1ª ed. – Brasília: Ministério da Saúde, 2023

 

Comissão de Epidemiologia Hospitalar e Diretoria do Hospital São Paulo – HU Unifesp

 
Acesse aqui a nota em PDF

 

 

 

 

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
Categoria:

Campus São Paulo realiza treinamento para combate ao mosquito da dengue

Ação visa formar multiplicadores com o objetivo de combater a disseminação do mosquito transmissor da...

Laboratório LABDIS da EPM/Unifesp é aprovado para cadastro na Plataforma Nacional de Infraestrutura de Pesquisa

Conquista possibilita acesso a recursos e parcerias estratégicas

Seleção de Estudantes Bolsistas para o PET-Saúde: Equidade - Unifesp e SUS Diadema

As inscrições encerram em 19 de abril de 2024

Plantões online esclarecem dúvidas sobre o Programa de Auxílio para Estudantes (PAPE)

Plantões visam esclarecer dúvidas e orientar os estudantes sobre os critérios de seleção e...

Fim do conteúdo da página