Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > NOTÍCIAS > Docente do Departamento de Patologia da EPM/Unifesp recebe homenagem da Alesp
Início do conteúdo da página

Docente do Departamento de Patologia da EPM/Unifesp recebe homenagem da Alesp

Publicado: Quarta, 20 de Setembro de 2017, 13h46 | Acessos: 3328

Honraria é concedida como reconhecimento à contribuição científica do professor Beny Schmidt

Na segunda-feira (18/9), o professor do Departamento de Patologia e chefe do Laboratório de Patologia Neuromuscular da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp), Beny Schmidt, recebeu o colar de Honra ao Mérito Legislativo no Estado de São Paulo. Como reconhecimento aos trabalhos desenvolvidos e à contribuição à ciência brasileira e do exterior, a condecoração foi concedida pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e transmitida pelo deputado Roberto Tripoli (PV/SP).

Homenagem patologia

Beny Schmidt colabora com pesquisas relacionadas à reabilitação neuromuscular. Fundou, em 1984, o Laboratório de Patologia Neuromuscular na EPM, o qual possui o maior acervo de doenças musculares do mundo. O espaço, chefiado pelo docente, abriga mais de 12 mil biópsias já realizadas.

“A maior importância não é ter o maior número de biópsias arquivadas, mas, sim, possuir um serviço de qualidade para a população brasileira. O Setor de Neuromuscular da EPM/Unifesp possui mais de 12 mil biópsias musculares como estudo histoquímico, constituindo-se no maior acervo de patologia muscular do mundo. Este conhecimento é essencial para recebermos com carinho os pacientes do SUS. Durante os 30 anos de existência do setor, mais de meio milhão de pessoas foram atendidas. Este é o maior legado e o maior orgulho da nossa equipe”, pontua Beny.

*Crédito da foto e mais informações: Alesp

Categoria:

Novembro azul: "Ela têm próstata"

O Clube do Saber trará pílulas do conhecimento neste mês

Seus ossos não fazem parte de um quebra-cabeça

Previna-se contra a osteoporose

Outubro Rosa e o autocuidado

Faça os exames de rotina e, na dúvida, busque um especialista

Fim do conteúdo da página