Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > NOTÍCIAS > CGP/CSP, um RH além das competências técnicas
Início do conteúdo da página

CGP/CSP, um RH além das competências técnicas

Publicado: Terça, 10 de Novembro de 2020, 11h48 | Acessos: 4156

Gestão comprometida com o servidor no centro das estratégias

Por Loane Carvalho

Colocar os servidores no centro das estratégias, gerar experiências positivas para engajá-los e cativá-los em toda a jornada é algo que impacta na melhoria da saúde, qualidade de vida e bem estar dos colaboradores. A Coordenadoria de Gestão com Pessoas do Campus São Paulo (CGP/CSP), desenvolve atividades e ações relacionadas à gestão de pessoas em consonância com as políticas traçadas pelo Conselho da Pró-Reitoria de Gestão com Pessoas da Universidade Federal de São Paulo (ConPessoas/Unifesp) e pelas instâncias de normatização do serviço público federal e legislação vigente.

A equipe da CGP/CSP, em dia com competências técnicas e comportamentais, faz valer os direitos e deveres dos colaboradores. Os profissionais que atuam na área de gestão de pessoas precisaram entender e se reinventar para acompanhar esse novo momento e a nova forma de olhar. Eles passaram a ressignificar suas missões e visões, assumindo um compromisso de ética, responsabilidade e qualidade no serviço prestado à comunidade.

 

 

RH

RH estratégico

A área de Recursos Humanos já não é como antigamente. Antes, ela tinha papel meramente administrativo e mecânico, mas com pouca aplicação prática e quase nenhum direcionamento estratégico.

Hoje, as coisas mudaram. O RH vai muito além de tarefas desse tipo e inclui uma percepção ampla sobre a realidade dos colaboradores. E é por esta razão que a CGP/CSP adotou a gestão de pessoas, um modelo que visa o desenvolvimento dos colaboradores e de suas competências, inclusive no âmbito pessoal. 

Não há mais lugar para uma área de Recursos Humanos que seja dirigida apenas para cumprir a legislação, realizando apenas atividades operacionais. O significado de um RH estratégico se faz imperativo. Essa mudança vai muito além do que meramente criar uma denominação mais expressiva para a área. Nunca como agora, foi tão necessário colocar em exercício o conceito de diversidade, em que cada um é único, assim como suas necessidades e características.

A nova área de RH carece estar organizada para falar claramente de assuntos que antes eram considerados proibidos. Os profissionais devem estar aptos para olhar para o presente, sem se descuidar do futuro. Isso significa uma gestão que converse a respeito de ética e probidade, igualdade na diversidade, respeito pelas pessoas, e inclusão.

A Coordenadoria, sob gestão de Marli Fortunatti, conta com duas divisões: Administração de Pessoal - Bruna Dias da Silva (chefe), Jardel Rocha Florêncio, Danyelle Nery Ramos, Bruno de Castro Vaz -, e Desenvolvimento de Pessoal - Liliane Cruz Melo (chefe) e Izabela Pontes Fiuza Gordilho.

Conheça as atribuições de cada divisão, clique aqui e acesse a Portaria Reitoria nº 2891/2020.

 

Imagem 1, da esq. à dir.: Bruno, Liliane, Danyelle, Izabela, Marli, Bruna e Jardel comemorando a publicação da portaria de atribuições da Coordenadoria. A primeira foi feita utilizando recursos digitais e a segunda ocorreu seguindo protocolo de distanciamento social devido à pandemia da Covid-19. (Crédito: CGP/CSP)

 

 

 

 

Categoria:

Periódico destaca artigo de doutorando do Departamento de Biofísica

Material saiu na contracapa do Soft Matter da Royal Society of Chemistry

Fim do conteúdo da página