Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Discentes da EPE/Unifesp produzem materiais sobre grupos vulneráveis
Início do conteúdo da página

Discentes da EPE/Unifesp produzem materiais sobre grupos vulneráveis

Publicado: Quinta, 22 de Abril de 2021, 20h18 | Acessos: 8323

População de rua, ribeirinha e LBGTQI+ estão entre os grupos abordados

Por Loane Carvalho

Todos os anos, a Unidade Curricular de Epidemiologia – UC ofertada aos discentes da primeira série de Enfermagem da Escola Paulista de Enfermagem da Universidade Federal de São Paulo (EPE/Unifesp) - aborda alguns grupos vulneráveis segundo aspectos da epidemiologia e da saúde coletiva.

Segundo Paula Hino, docente da EPE/Unifesp e coordenadora da UC de Epidemiologia, “a premissa é que seja levado conhecimento para a sociedade em geral, de uma forma clara, simples e objetiva. Para isto, cada grupo tem a liberdade para escolher a forma de apresentação. No ano de 2020, os estudantes optaram por elaborar folder ou cartilha”. 

O estudo dos grupos vulneráveis e a proposta de levar conhecimento para a população geral já existia na UC. “A cada ano, os estudantes nos surpreendiam com diferentes formas de apresentar o aprendizado, seja por meio de entrevistas, documentários, folhetos, teatros, entre outras. Em 2019, os materiais elaborados foram divulgados em um site desenvolvido especificamente para este fim”, informa Paula Hino.

Os grupos vulneráveis abordados foram: população de rua, ribeirinha, carcerária, refugiados, indígena, LBGTQI+ e profissionais do sexo.

No contexto da pandemia, a fim de não sobrecarregar os graduandos com mais uma atividade a ser desenvolvida, e dada a relação entre seus conteúdos, as UCs de Epidemiologia e de Princípios, marcos conceituais e a práxis da Saúde Coletiva, coordenada pela docente Paula Costa (EPE/Unifesp), se uniram para trabalhar o mesmo tema, abordando conteúdos de duas UCs.

“Em 2020, surgiu a ideia de unirmos esforços das duas UCs e desenvolver um único produto, que buscou abranger de cada grupo vulnerável, informações sobre quem é esse grupo, como vive, suas particularidades, vulnerabilidades, políticas públicas entre outras. O resultado não poderia ter sido outro: os materiais produzidos pelos discentes foram surpreendentes e, por este motivo, gostaríamos de divulgá-los amplamente”, ressaltam as coordenadoras.

 

Clique na imagem para acessar o material: 

LBGTQI+

lgbtqi

População Carcerária

presos2

População Refugiada 

populacao refugiada

População em Situação de Rua

populacao de rua

População Indígena 

População Indígena

Profissionais do Sexo

profissionais do sexo 1

População Ribeirinha 

populacao ribeirinha 1

 

 

 

 

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 
Categoria: ,

Fim do conteúdo da página