Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Descarte de pilhas e baterias: Como proceder?

Publicado: Terça, 05 de Abril de 2022, 14h36 | Última atualização em Quinta, 23 de Novembro de 2023, 11h07 | Acessos: 43639

As pilhas e baterias de uso doméstico apresentam um grande perigo quando descartadas incorretamente

pilhasNa composição dessas pilhas são encontrados metais pesados como: cádmio, chumbo, mercúrio, que são extremamente perigosos à saúde humana. Dentre os males provocados pela contaminação com metais pesados está o câncer e mutações genéticas.

Só para esclarecer, as pilhas e baterias em funcionamento não oferecem riscos, uma vez que o perigo está contido no interior delas. O problema é quando elas são descartadas e passam por deformações na cápsula que as envolvem: amassam, estouram, e deixam vazar o líquido tóxico de seus interiores. Esse líquido se acumula na natureza e representa o lixo não biodegradável, ou seja, não é consumido com o passar dos anos. A contaminação envolve o solo e lençóis freáticos prejudicando a agricultura e a hidrografia.

Justamente por serem biocumulativas é que surgiu a necessidade do descarte correto de pilhas e baterias usadas. O que não pode ser feito é o descarte desses materiais no lixo comum. Segundo o artigo 33 da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e o Decreto federal nº 9.177, de 23 de outubro de 2017, são produtos que devem participar, obrigatoriamente, do sistema de logística reversa, este resíduo perigoso deve retornar ao fabricante, que é o responsável por tratar e descartar as pilhas e baterias de forma ambientalmente correta.

O campus São Paulo recolhe pilhas e baterias em seu ponto de coleta, localizado no térreo do Edifício Octávio de Carvalho (Rua Botucatu, 740) e por solicitação de coleta nos edifícios e laboratórios de pesquisa.  

No dia 04/04/2022, o Instituto de Farmacologia (INFAR) destinou cerca de 7,5 kg de pilhas e baterias, dos seus pontos de coleta para o descarte ambientalmente correto. Parabéns a todos os servidores, docentes, discentes e  colaboradores do INFAR. 

Caso desejem orientações sobre o descarte, entrem em contato com a divisão de gestão ambiental do campus São Paulo:  

Voip: 1800 (Gilberto Furuzawa)

E-mails: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. | O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. 

 

Roberto Troccoli 

Alexandre Gregorio 

 

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 
Categoria:

Curso Básico para a Utilização de Animais em Ensino e Pesquisa Científica da UNIFESP

Apresentação: A disciplina tem como objetivo oferecer aos pesquisadores que utilizam animais em...

Disciplina de Medicina Culinária da Unifesp une arte de cozinhar e ciência médica

Com uma abordagem inovadora e integrativa, ela é uma ferramenta poderosa para a promoção da saúde...

Departamento de Informática em Saúde da EPM/Unifesp conquista credenciamento junto ao Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCT)

Parceria com empresas, projetos de pesquisa e desenvolvimento e formação de profissionais...

CeHFi comemora 25 anos com seminário especial

Evento marcou a importância do Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde para a EPM -...

Fim do conteúdo da página