Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > ASSISTÊNCIA
Início do conteúdo da página

Assistência

Publicado: Sexta, 18 de Outubro de 2019, 17h46 | Acessos: 1609

A assistência pediátrica, principalmente em regiões metropolitanas, tem exigido a abordagem de temas complexos, tais como: acidentes, violência, trauma, prática esportiva na infância e adolescência, intoxicações, uso de drogas e álcool, exposição e relações com a mídia, desenvolvimento escolar, anticoncepção, a criança e o adolescente portadores de doença crônica, a criança e o adolescente com necessidades especiais. Em especial, o processo de ampliação da faixa etária sob responsabilidade do pediatra requer preparo profissional e reorganização das estruturas assistenciais. Esta assistência com atenção especial, como prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente, ocorre sobretudo em ambulatórios e unidades básicas de saúde, pois para o atendimento em enfermarias e unidades de emergência são necessárias adequações de estrutura quanto à área física e de recursos humanos, raramente previstos nos serviços pediátricos.

A estreita relação das instituições de ensino e a inserção da pediatria com os serviços de saúde têm favorecido essas mudanças na formação profissional, na produção de conhecimento, na qualificação da assistência, na formulação de políticas. Fica claro que as atividades e ações exigem interdisciplinaridade e intersetorialidade. Nesse sentido, as iniciativas governamentais representam um avanço e um passo importante nessa direção, demonstrando o potencial de estabelecer ações integradas mais efetivas.

A complexidade que envolve a assistência à criança e o processo contínuo de construção da atenção à saúde da criança e do adolescente torna clara a necessidade de desenvolver um ensino de pediatria na graduação e pós-graduação integrado a esse processo. A adequada formação profissional exige dinamismo, acompanhamento e atualização constantes em relação ao sistema de saúde, contribuindo para a formação de um profissional com competências para atuar na assistência – individual e coletiva – da criança e do adolescente, capaz de conduzir seu processo de auto-aprendizagem, ético, humanista, crítico e ativo em relação ao sistema de saúde e à realidade sócio-sanitária de seu país. Dessa forma, a atuação do pediatra tanto como integrador nos diversos níveis de atenção do cuidado, quanto como na assistência, atento à diversidade do atendimento, reforça que esse profissional deva constantemente buscar a atualização, o incentivo das novas gerações e a compreensão da importância de seu papel profissional e social no sentido de assegurar a saúde da criança no país.


Abaixo, os serviços assistenciais com presença da Disciplina de Pediatria Geral e Comunitária:

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
Categoria:

Ex-membros

Aqueles que sempre farão parte da Disicplina!

Breve Histórico

Um pouco da história da Disciplina de Pediatria Geral e Comunitária

Artigos Científicos

Publicações em periódicos

Livros

Literatura médica

Fim do conteúdo da página