Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > INFORMES > Os destinos dos resíduos do campus São Paulo
Início do conteúdo da página

Os destinos dos resíduos do campus São Paulo

Publicado: Segunda, 24 de Abril de 2023, 11h43 | Acessos: 1139

Os destinos dos resíduos do campus São Paulo

Devemos realizar a destinação adequada dos resíduos sólidos para atendimento ao exigido por lei e para preservação da vida. A Unifesp Campus São Paulo realiza coleta seletiva e conta com todos as pessoas que passam, trabalham ou estudam no campus para melhoria deste processo. A coleta seletiva deve fazer parte do nosso cotidiano, devemos segregar os resíduos que geramos para que possam ser reutilizados ou reciclados. 

A preocupação com a destinação adequada decorre também do seu impacto social, pois muitas pessoas sobrevivem do “lixo” que descartamos. Segundo levantamento do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), há cerca de 800 mil agentes ambientais, popularmente conhecidos como catadores de lixo reciclável, em atividade. Outro ponto importante, é a remuneração média dos catadores por volta de R$ 1.000,00¹, valor menor que um salário mínimo.

Para que essas pessoas possam receber um pouco mais, e para reduzir o volume enviado a aterros, é preciso que todos se esforcem na separação e destinação correta dos resíduos, seja no local de trabalho ou na sua residência. De acordo com pesquisa do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE), em parceria com a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mais de 70% dos brasileiros não separam o lixo em comum e reciclável.

É possível visualizar no site Atlas da Reciclagem¹ que São Paulo capital reciclou 3.214,74 toneladas de plástico,11.573,33 toneladas de papel, 1.484,83 toneladas de metal, 7.014,29 toneladas de vidro, somados 2020 e 2021.

No campus São Paulo, as lixeiras são separadas entre resíduos recicláveis (sacos azuis) e comuns -  não recicláveis (sacos pretos). Mesmo assim, ainda há dificuldades na adequada separação entre essas duas categorias. É preciso saber separar os resíduos para que possamos reduzir um pouco os impactos que causamos na vida de todo (o) mundo. Se tiver alguma dúvida sobre o que pode ou não ser reciclado em São Paulo, verifique este site: https://www.reciclasampa.com.br/reciclavel.

O campus São Paulo destina os resíduos recicláveis para uma cooperativa de reciclagem (Glicério) desde 2017. Importante relembrar que os resíduos de serviços de saúde possuem outro processo de destinação adequada (para mais informações, clique aqui). 

Ao longo dos últimos seis anos, foram contabilizados por quilogramas os resíduos destinados à reciclagem pelo campus São Paulo conforme quadro abaixo.

2017

2018

2019

2020

2021

2022

18.000kg

6.000kg

11.400kg

11.905kg

30.000kg

23.828kg

Em 2022, foram destinados os seguintes resíduos recicláveis:

Papelão 

Plástico 

Sucata 

Eletrônicos 

Mobília 

672kg

645kg

5.071kg

2.000kg

3.000kg

Quanto aos resíduos comuns (aqueles não reciclados), há uma quantificação a partir de 2021. Esses rejeitos são colocados numa compactadora para redução do volume no campus para que sejam destinados ao aterro sanitário. 

2021

2022

2023 (até março)

142.520 kg

205.310 kg

52.230 kg

1:Atlas Brasileiro de Reciclagem

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
Categoria:

TEMPO DE RESPOSTA - ANFITEATROS

ATENÇÃO Devido ao elevado volume de solicitações à Seção de Anfiteatros, o tempo para resposta...

Informe ProPessoas & STI: RH com Você - Lançamento do Painel ProPessoas e do Relatório Consolidado de Carga Horária Docente:

Informe ProPessoas & STI: RH com Você - Lançamento do Painel ProPessoas e do Relatório Consolidado de Carga...

CGP Campus São Paulo informa: Atendimento presencial suspenso no dia 27/02/2024 - Manhã

CGP Campus São Paulo informa: Atendimento presencial suspenso no dia 28/02/2024 - Manhã

Fim do conteúdo da página