Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > INFORMES > Roteiro de Eliminação de Criadouros do Mosquito Aedes Aegypti
Início do conteúdo da página

Roteiro de Eliminação de Criadouros do Mosquito Aedes Aegypti

Publicado: Quarta, 04 de Maio de 2022, 10h43 | Acessos: 12140

Vamos reforçar as medidas preventivas?

A Divisão de Gestão Ambiental do Campus São Paulo da Unifesp mantém estreito relacionamento de cooperação, junto a Unidade de Vigilância em Saúde da regional Vila Mariana/Jabaquara, colaborando e acompanhando as vistorias a imóveis do campus, participando de cursos de capacitação, instruindo usuários e colaboradores em nossos imóveis e até realizando tratamento químico quando necessário.

A Prefeitura de São Paulo está montando uma força-tarefa com foco na eliminação de mosquitos adultos e larvas do Aedes aegypti e uma das ações é a divulgação do documento "Roteiro de Eliminação de Criadouros e Orientações de Combate ao mosquito Aedes aegypti". O roteiro reforça as medidas preventivas e ressalta a importância da atenção aos ralos, calhas, lajes, caixas d'águas, bandejas de geladeiras dentre outros locais.Para fazer o download do documento, clique na imagem abaixo.

roteiromosquito

Como notificar emergências

Envie fotos de possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti transmissor da dengue e chikungunya nos imóveis do Campus São Paulo para o e-mail para: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Dengue 

O que é?

A dengue é uma doença cujo período de maior transmissão coincide com o verão, devido aos fatores climáticos favoráveis à proliferação do mosquito Aedes aegypti em ambientes quentes e úmidos. Todas as faixas etárias são igualmente suscetíveis à doença, porém, em populações vulneráveis como crianças ou idosos com mais de 65 anos, o vírus da dengue pode interagir com doenças pré-existentes e levar ao quadro grave ou gerar maiores complicações nas condições clínicas de saúde da pessoa. O risco de gravidade e morte aumentam quando a pessoa tem alguma doença crônica, como diabetes e hipertensão, mesmo que tratadas.

Para diminuir esses números, o combate ao mosquito Aedes aegypti, responsável por transmitir as doenças, é a melhor solução. 

Sintomas

  • Dor de cabeça;
  • Prostração;
  • Dores musculares, nas juntas e atrás dos olhos;
  • Vermelhidão no corpo (exantema);
  • Coceira.

Números

Dados do Ministério da Saúde apontam que o Brasil já registrou quase o mesmo número de casos de dengue em 2022 que no ano passado inteiro. Foram 542 mil casos até o final de abril, contra 544 mil no ano passado, um aumento de 113% se comparado com o primeiro quadrimestre de 2021. 


Zika

O que é?

A zika é uma doença também conhecida como infecção por zika vírus, causada pelo zika vírus. Esse vírus é transmitido para seres humanos por meio da picada do mosquito Aedes aegypti e do Aedes albopictus. Ele é chamado assim porque os primeiros sinais da doença foram encontrados na Floresta Zika, localizada em Uganda.

A Dengue e Chikungunya tem sintomas e sinais parecidos, enquanto a Dengue se destaca pelas dores nos corpo, a Chikungunya se destaca por dores e inchaço nas articulações. A Zika se destaca por uma febre mais baixa (ou ausência de febre), muitas manchas na pele e coceira no corpo.

Sintomas

Entre os principais sintomas da febre por zika vírus, podemos destacar:

  • manchas avermelhadas presentes em todo o corpo, que podem ou não coçar;
  • febre;
  • dor nas articulações e nos músculos;
  • dor de cabeça, principalmente atrás dos olhos;
  • inchaço nas mãos e nos pés;
  • conjuntivite;
  • sensibilidade à luz;
  • mal-estar;
  • cansaço extremo;
  • diarreia ou intestino preso; e
  • aumento dos gânglios linfáticos.

Números

O Ministério da Saúde também atualizou o balanço dos casos de zika no país, com 2.118 casos prováveis até o dia 14 de abril. A taxa de incidência ficou em 0,99 caso por 100 mil habitantes no país. Em relação a 2021, os dados representam um aumento de 53,9% no número de casos. Até a semana analisada, não foi notificado nenhum óbito causado por zika no Brasil.


Chikungunya

O que é?

É uma doença infecciosa febril, causada pelo vírus Chikungunya, que pode ser transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus (mesmos mosquitos que transmitem a dengue e a febre amarela, respectivamente).

Sintomas 

  • febre acima de 38,5 graus, de início repentino;
  • dores intensas nas articulações de pés e mãos – dedos, tornozelos e pulsos;
  • dor de cabeça;
  • dores nos músculos e
  • manchas vermelhas na pele.

Cerca de 30% dos casos não chegam a desenvolver sintomas. O início dos sintomas pode levar de dois a dez dias para ocorrer. É o chamado período de incubação.

Números

Em relação à febre chikungunya, o Ministério da Saúde informou que, até o último dia 23 de abril, foram registrados 47.281 casos prováveis, uma taxa de incidência de 22,2 casos por 100 mil habitantes no país. Esses números correspondem a um aumento de 40% dos casos em relação ao mesmo período do ano passado.


Fonte: https://bvsms.saude.gov.br/ 

 

 

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
Categoria:

Participe da Enquete: RH com Você

Participe!  

CGP Campus São Paulo informa: Atendimento presencial suspenso no dia 3 de junho

As atividades presenciais será restabelecido no dia  Informamos que a Coordenadoria de Gestão com...

Fim do conteúdo da página